Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Outra Face da Lua

A Outra Face da Lua

05
Dez17

Tipos de Personalidade

ipgines

Agora que estou em suspenso, neste intervalo entre faz e não faz, quer e não quer, tenho tempo para pensar, por vezes demais. Tenho questionado se quero mesmo apostar e trabalhar na minha área. Se vale a pena estar à espera da melhor altura e se vale a pena estar à espera que algo aconteça. Se vale a pena continuar a investir tempo e dinheiro.

O que é uma pessoa sem sonhos? Sem objectivos, sem visões, sem uma real paixão?

Não sei qual a frase mais estranha que alguma vez bateram à tecla no Google, mas a minha foi: eu não tenho uma paixão. Tive curiosidade pois acredito que não sou a única nesta zona cinzenta e que já alguém, iluminad@, escreveu sobre isto. E claro que sim. Principalmente artigos de auto-ajuda pouco úteis, por sinal, porque requerem clareza de mente que não possuo.

Com tantos cliques em links, fui dar a um artigo de um senhor que acha útil saber o nosso tipo de personalidade por podermos associar características de personalidade a características generalistas de diversas profissões.

Já devem ter ouvido falar da tipologia de Myers-Briggs. É constituído por uma série de perguntas que identificam características e preferências pessoais. Segundo os seus investigadores, há quatro pares de formas de pensar e agir:

- extroversão e introversão (atitudes)

- sensorial e intuição (funções)

- razão e sentimento (funções)

- julgamento e percepção (estilo de vida)

A estas 4 dicotomias correspondem 16 tipos de personalidade que são divididos em 4 grupos de temperamento:

- SJ's ou Guardiões

- SP's ou Artesãos

- NT's ou Racionais

- NF's ou Idealistas

 

Sou da opinião de que devíamos fazer isto várias vezes ao longo da vida. Eu não sou a mesma de há 16 anos atrás, quando tive de escolher uma área de estudos e, definitivamente, quero coisas diferentes. E acho que é aí que estes testes vocacionais e psicológicos falham. As nossas mudanças e inconstância do querer e ser. Eu era uma miúda extrovertida até aos meus 14 ou 15 anos. Queria ser locutora de rádio

Hoje em dia, quero um trabalho que involva papel ou um écrã. Contacto humano só quando necessário, durante pausas lúdicas.

Fiz o exercício neste site que me pareceu bastante bom com imagens engraçadas e tudo muito bem explicado.

Sou uma INFP - T. Mediadora. E tudo o que de bom e mau isso traz.

A verdade é que me revejo muito nas explicações e descrições que se faz deste tipo.

 

Espero que façam e gostem.