Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Outra Face da Lua

A Outra Face da Lua

27
Fev18

Gratidão

ipgines

Pelo que estou grata? Demonstro essa gratidão?

 

Acho que estou grata por muitas coisas. E não. Não a demonstro.

Um dia destes no comboio, num daqueles momentos em que o nosso consciente voa para bem longe, dei por mim extremamente satisfeita. Não feliz. Esse estado que me assusta. Mas plenamente satisfeita.

Ao fim de pouco mais de 3 semanas a trabalhar depois de quase 5 meses em casa, em Portugal, estou infinitamente grata pelo emprego que me calhou na rifa. Não é um tipo de tarefa que me veja fazer para o resto da vida, mas o ambiente não podia ser melhor. E 3 semanas, de repente, parecem-me já 3 meses por me ter integrado tão bem e tão rápido.

No fundo senti-me grata pela conjuntura actual de quase toda a minha vida. Pela primeira vez em vários anos durmo bem em dias de semana, sem qualquer preocupação de cariz laboral. Em casa as coisas desenvolvem-se calmamente e o meu medo de perda de controlo da minha liberdade e espaço não está a acontecer.

 

Mas é raro parar para pensar se me sinto grata ou não. Mas começo a interiorizar a importância da prática de exercícios de gratidão.