Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Outra Face da Lua

A Outra Face da Lua

28
Out17

Reflexão

ipgines

Hoje foi assim.

De reflexões profundas sobre um detalhe da minha vida. O meu blog.

Tenho a sensação que o desviei do seu propósito mais sincero. Seria originalmente um diário. Onde exorcizaria as minhas mais profundas e quase secretas percepções, onde descreveria as minhas mais sensíveis opiniões e sensações e onde descarregaria a minha consciência.

Sem medos.

De quem lesse.

De quem opinasse. 

O blog seria para mim.

Acabei por desenvolvê-lo para os outros o lerem. Não para mim. Não para eu reler daqui a uns anos.

Tenho de ser sincera.

Deixei-me levar pelos números. De visitas e visualizações e de onde são.

Olho e leio e fico abismada com quantas pessoas têm um blog. Por vezes dois ou três e mais. Muitos interessantes mas diria que a maioria não o é. Pelos assuntos banais do quotidiano e pelos quais todos passamos. Sem novidade. Pelo post fácil, de opinião socialmente aceite e que fica bem publicar.

Alguns são realmente usados como mais uma ferramenta para exibição da vida, e que continuamos a colocar em pedestais e dar tempo de antena a quem pouco tem para oferecer. É mais do mesmo...

Eu agora pediria desculpa pela franqueza. Mas neste caso não o faço. Regista o meu dia de hoje.

No fundo é inveja, com certeza. A vitimização a tomar conta e à procura de razões para o meu malogro, quando a resposta é evidente.

Estes pequenos detalhes da vida são apenas um reflexo do que de maior se passa na sociedade. E parece-me que todos os detalhes o são.