Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Outra Face da Lua

A Outra Face da Lua

08
Out17

Medos

ipgines

(foto aqui)

 

O medo é uma resposta vital a perigos físicos e emocionais. Se não o sentíssemos, não seríamos capazes de nos proteger de ameaças reais. Muito frequentemente, tememos situações que estão longe de serem de vida ou morte e nos retraem sem razão.

Traumas e más experiências podem desencadear respostas que são muito difíceis de calar.

Ainda assim, expor-nos aos nossos "demónios" pode ser a melhor forma de lidar com eles.

(fonte: Psychology Today)

 

Sabe-se que os nossos conjuntos de crenças, aquelas bem profundas e inconscientes e que constituem a base do nosso comportamento, nos foram transmitidos durante a infância. Os nossos pais e família, mais tarde amigos e professores, televisão e sociedade nos vão moldando ao longo da vida.

 

Eu faço parte de uma geração cujos pais nasceram durante a ditadura e viveram o 25 de Abril, mas que foram muito marcados pelos efeitos do Estado Novo.

"Tenho" de sentir-me privilegiada por ir à escola e ter pais que paguem. Mas tenho de fazer o dinheiro valer e tenho de ser boa aluna, tirar boas notas e conseguir uma profissão que pague bem, principalmente. Não importa que goste ou que me faça feliz. Tem é de pagar bem, porque "na minha altura era uma sardinha p'ra 5"!

Desde muito nova me estimulavam a ler e lembro-me de ser criativa e gostar de desenhar. Mas como nunca fui particularmente inteligente, se dois testes fossem iguais e um deles fosse meu, concluía-se que eu tinha copiado. Se alguém falasse comigo, é porque eu tinha começado. E era este tipo de comentários que levava na minha caderneta de recados e os meus pais ouviam em reuniões com os educadores.

Quando olho para trás, vejo que me foram cortando as asas. Tudo o que eu era e não era, servia de motivo para me chamarem à atenção ou ser posta de castigo. E fui-me habituando e calando.

Nunca houve uma profissão em particular que gostasse de ter seguido porque sou uma pessoa que se interessa por variados assuntos e tornou a minha escolha profissional mais difícil. Por isso deixei-me ir ao som do tempo e fui vendo no que dava sem ter objectivos concretos.

Hoje tenho um medo enorme de falhar.

Pior!

Tenho pavor a tentar.

 

E podia alargar-me imenso agora mas não quero tornar o post ainda mais pessoal.

Tenho curiosidade. Quero saber que medos vocês enfrentam.