Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Outra Face da Lua

A Outra Face da Lua

15
Nov17

Emoções sobre Emoções

ipgines

 Passersby - Jaeyeol Han

Imaginem que a vossa mente é uma árvore de Natal. Com luzes. Tal como estas luzes acendem em padrões em vez de todas ao mesmo tempo, assim funcionam as nossas emoções. Quando nos sentimos zangados, uma parte do nosso cérebro "acende". E apaga quando nos sentimos ansiosos, pois uma parte diferente do cérebro estará activada.

Embora alguns padrões de luzes sejam mais frequentemente activados e possam ser mais intensos, é importante não nos identificarmos com nenhum deles.

 

Todos sabemos por experiência que vivem em nós imensas emoções. Muitas difíceis de compreender. Essas emoções têm a capacidade de pensar, sentir e agir de certas formas. Mas não nos definem. Mesmo que uma dessas emoções pense, sinta e aja mais que as outras.

 

Ficamos ansiosos porque estamos zangados, ou ficamos zangados porque estamos ansiosos, ou sentimo-nos envergonhados porque perdemos o controlo ou porque caímos em tentações...

É comum ter as mais variadas emoções ao mesmo tempo. Muitas aparecem como resposta a outras. 

E é normal ter tantos sentimentos, muitas vezes confusos e conflituosos. Aprender a ser amável e compreensivo connosco e entender que os nossos cérebros podem ser difíceis de compreender pode ajudar a pôr um ponto final à auto-crítica que faz com que tudo se torne mais difícil.

 

Emoções positivas também podem ser complicadas. Quando nos sentimos ansiosos e zangados toda uma vida, emoções e sentimentos positivos não parecem reais, como se não existissem em nós e não fizessem parte da nossa realidade. Pode-se levar algum tempo a habituar e, por vezes, a sentir medo.

 

Equilibrar as emoções é ser capaz de estar adequadamente ansioso ou zangado quando precisamos, consoante as situações. Equilibrar significa não só harmonia e compensação das emoções mas também o controlo e escolha que temos sobre elas. Não temos de evitar determinados sentimentos, temos apenas de os saber gerir.

 

PS - ao reler o post apercebi-me que usei "zangado" e "ansioso" muitas vezes. Porque me é mais fácil compreender. Mas isto aplica-se a todas as emoções. Positivas e negativas.

2 comentários

Comentar post