Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Outra Face da Lua

A Outra Face da Lua

05
Fev17

Desculpas e Autoestima

ipgines

Não devemos apregoar o que nós próprios não praticamos. Por isso deixei de vir aqui por não estar na minha melhor condição emocional... Como estive em casa sem trabalhar mais de dois meses, começar um trabalho novo tem sido mais difícil do que pensei. Não estou a cem porcento, não tenho noção da minha performance e puxo imenso, demasiado por mim. Não consigo dormir e descansar bem. Duvido imenso de mim, não tenho noção do meu potencial e acho sempre que as pessoas conspiram contra mim e que tudo o que faço está errado.

 

spongebob-faces-1512144

 

A Mente é Maravilhosa foi-me apresentado há pouco tempo e dispendo algum tempo a ler... A primeira publicação que li foi sobre as Quatro Faces da Autoestima. Suscita-me interesse por entender que baixa autoestima afecta as pessoas de forma diferente e como tudo está, realmente, sujeito a subjectividade. É interessante perceber como a minha baixa autoestima me retrai de fazer ou dizer algo mas a outra pessoa com uma autoestima igualmente baixa é afectada de forma diferente... Bem... mas as faces, ou dimensões, apresentadas neste artigo são: 

* a física - relacionada com a forma como tratamos o nosso corpo e a imagem que temos dele atendendo à alimentação, exercício físico, descanso e tudo o que nos faça sentir bem ou mal fisicamente;

* a espiritual - a ver com o nosso sistema de valores pelos quais regimos a nossa vida e se somos fiéis a esses valores ou não;

* a social/emocional - o nosso lado emocional está intimamente relacionado com a nossa vida social. É a face da independêcia e da empatia com os outros;

* mental - face que se identifica com a aquisição de novos conhecimentos e com a capacidade de crítica positiva e adamadurecimento.

 

Counselling and Mental Health Centre da Universidade do Texas, publicou também um artigo sobre autoestima, as razões de ser alta ou baixa, consequências, a nossa voz interior e tantos outros factores relacionados com o assunto, que podem ler na totalidade aqui.

 

funny-quote-self-esteem

 

Uma auto estima desenvolve-se ao longo da vida através de experiências pessoais. Especialmente as da infância assumem um papel importante no seu desenvolvimento. Uma autoestima saudável desenvolve-se quando somos ouvidos e a nossa opinião conta, sermos tratados com respeito, receber atenção e afecto e recebermos reconhecimento pelas nossas conquistas e aceitar e não dar tanta importância aos nossos erros e aceitá-los.

 

Por outro lado, ser arduamente criticado, abusado física, emocional ou sexualmente, ser-se ignorado, ridicularizado ou humilhado, não alcançar objectivos ou ao ter más notas receber a ideia de que falhamos a todos os níveis, vai originar uma pessoa com baixa autoestima.

 

Interpreto a voz interior como os nossos pensamentos. Os negativos que se multiplicam na mente de uma pessoa com baixa autoestima, e que já mencionei em posts anteriores e como assumem um papel tão importante na luta contra estados depressivos. É tão engraçado como estas coisas estão todas tão intimamente ligadas...

 

Também eles listam as faces, ou máscaras da autoestima, mas 3:

* a impostora - a que se mostra feliz e bem sucedida mas teme falhar e que procura constatemente triunfos e êxitos para não ser descoberta e que leva a uma exaustão pela procura incessante da perfeição, pela procrastinação e pela competição;

* a rebelde - age como se as opiniões de quem é importante não interessam e vive com raiva por não se sentir boa o suficiente. Tenta provar que as opiniões dos outros não interessam e não lhe afectam o que a leva a culpar os outros em demasia, quebrar regras e opôr-se a figuras de autoridade;

* a vítima - desamparada, não é capaz de lidar com o mundo e espera que alguém venha salvá-la. Usa esta pena de si mesma e indiferença como escudo contra o medo da responsabilidade em mudar a vida. Procura luz, ajuda e direcção nos outros o que leva a uma falta de assertividade e auto-realização e dependência nos outros.

 

As consequêcias de uma baixa autoestima são ansiedade, stress, solidão e maior probabilidade de depressão; afastamento de pessoas e relações íntimas e de amizade. Também afecta as nossas capacidades mentais e performances no trabalho e escola e deixa-nos mais vulneráveis aos uso de drogas.

 

Aumentar a autoestima passa por:

* refutar a nossa voz crítica (pensamentos negativos)

* praticar auto compaixão

* procurar ajuda de outros

 

healthyselfesteem1

2 comentários

Comentar post